Conrad Murray e o coração “partido”

ATENÇÃO BELIEVES, ESTE POST É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA PARA OS RUMOS DA HISTÓRIA, POR MAIOR QUE SEJA, LEIAM!!!!

 

“O berro de choque, os vivas, os gritos de todos os lados de “ELE ESTÁ VIVO!”foram imediatamente sufocados. A multidão se amedrontou, e o silêncio caiu brusca e completamente (…)” – Harry Potter e as Relíquias da Morte – capítulo trinta e seis “A falha no plano” – página 573

Obs.: ainda não consegui confirmar nenhuma fonte, isso aconteceu há algum tempo!

Eu estava na casa da Ally, e tal… Meu papis foi me buscar de carro. E quando estávamos chegando, ele olhou bem sério pra mim: “’Deville’. Hoje deu uma notícia no noticiário.” (coloquei Deville entre aspas porque é óbvio que ele não me chamou de Deville u.u) Bom, nessa parte eu já tava bem apavorada. Ele estacionou o carro e me olhou. “Em 2006-2007, o Murray furou o coração de um cara.” O_O’ #comofas! “E ele era proibido de exercer a medicina.”

VAMOS PENSAR AGORA OK?

VOCÊS TÊM A MÍNIMA NOÇÃO DO QUE ISSO QUER DIZER?

OMG! WTF! WTH! HS! and FUCKYEAH!

“Seu nome real é Robert Earl Carter, e ele é casado com Blanche Yvette Bonnick Murray. De acordo com registros de DMV Robert Earl Carter e sua esposa vivem em 2579 Red Springs Drive em Las vegas, agora este não é o endereço que a polícia “procurou” como a sua casa, mas é deles ambas  as propriedades.” 

Conrad Murray é o pseudônimo usado por Robert Earl Carter, que sequer nem é médico, quanto mais cardiologista. Conrad Murray não existe. Sua esposa sim é cardiologista e médica da família, mas os dados oficiais não referem isto, tampouco é referido que à alguém a utilizar o pseudônimo. Conrad Murray fez várias aquisições imobiliárias, inclusive de um circo chamado Susan Rush e… surpresa das surpresas – do Neverland Ranch também! (outrora, a casa de Michael Jackson).”

“Robert Earl Carter passou a utilizar o nome de Conrad Murray a partir de Fevereiro de 2009, para quem não sabe, este foi o mês em que Jackson regressou aos Estados Unidos da América, para preparar a turnê, e o mês em que o suposto médico passou a acompanhar a saúde do cantor.”

A clínica médica Armstrong que ele trabalha, com certeza é de propriedade do Dr. Davil Armstrong, e sua licença médica foi suspensa em 2006, mas ele é dono do prédio em 6826 West Montgomery Road Houston Texas 77091. Não existe pacientes lá faz muito tempo, e seu telefone é 713-692-1000.”

 

 

Lembram disto? Eu lembro! 😀

Vamos “dissecar” esse fragmento.

 

A clínica médica Armstrong que ele trabalha, com certeza, é de propriedade do Dr. Davil Armstrong, e sua licença médica foi suspensa em 2006

Claro, agora tudo se encaixa, a licença médica foi suspensa porque ele furou o coração de um cara, como “Robert Earl Carter”, não como “Conrad Murray”. Assim, a clínica foi fechada e eles não tinham mais clientes. Isso aconteceu em 2006. Mas vocês sabem que o MJ já conhecia o “Murray” (ou Carter?). Há algum tempo antes. Remember? 2004.

 

“Os dois se conheceram em 2006 quando o Dr. Murray se mudou para Las Vegas com seus três filhos. Logo após Prince teria ficado doente, e um dos guarda-costas do cantor recomendou que Murray tratasse de Prince, e foi aqui que começou a amizade deles.”

Em 2006? Em 2006 ele já tinha feito a cagada no2

Em 2006 ele já tinha perdido o direito de exercer a medicina. Por isso ele não consta nas listas como médico. E também é por isso que ele mudou de nome. Mas se MJ já o conhecia como Robert, porque ele trocou o nome para Conrad? Simples. 😀 já explico.
Fotos de Murray com Michael em 2004

Vejam que essas imagens são de um julgamento em 2004. O que o Murray está fazendo aí. Podemos ver que um julgamento porque a Khate está de azul. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK again ¬¬

O QUE O MURRAY TÁ FAZENDO ALI? (uma das 263 coisas que me pergunto todo o dia. (263 coisas que pergunto todo dia será o próximo post õ/))

Realmente gente, o que ele ta fazendo ali?

Estão ali: Randy, Tito, Jermaine, MJ, Khate, Janet, dois seguranças e o MURRAY (CARTER).

Bom, isso prova que ele já conhecia o MJ de antes de ser proibido de ser médico.

E Jesse Jackson está de prova. Como? Como ele está de prova que esse julgamento aconteceu em 2004?

Página 155 do livro “Michael Jackson – 50 anos do ícone pop” de Jonathan Crociatti.

Há uma sessão de entrevistas, onde tem uma em que o reverendo Jesse Jackson (que NÃO é parente do MJ), em seu programa de rádio, fez uma entrevista com MJ no dia 27 DE MARÇO DE 2005. Te lembra alguma coisa? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Pois então. Julgamento do Murray não irá acontecer nesse dias..? Pode ser uma coincidência.

 

Jesse: Eu estava em Londres, algumas semanas atrás, quando, no dia 24 de JUNHO, Michael Jackson, em pleno julgamento, foi ao hospital. Você disse que tinha se ferido. O que aconteceu naquele dia?

(Michael responde. Mas isso não importa)

 

Era dia 27 de março de 2005 se aconteceu dia 24 de junho, quer dizer que foi em 2004, porque aquele julgamento é aquele que ele sai. Lembram? Continuando.

 

“Um dos seguranças recomendou que Murray tratasse de Prince.”

O Prince tem problemas no coração? Ele não deveria ser tratado por um pediatra? Mais um furo. Prince não ficou doente porcaria nenhuma! Em 2006, como diz o artigo do TMZ Murray não era mais médico (ou pelo menos não poderia ser) então, pela lei, não poderia tratar nem dele mesmo. A jogada é que eles precisavam de uma desculpa para dizer que MJ já conhecia Murray. E usaram o Prince. Só que eles não sabiam que nós iríamos descobrir que o nome dele não é esse. Aliás, nessa época ele ainda era “Robert Earl Carter”. Vem cá… Fazer essas coisas não é falsidade ideológica? Ou ele pensou que ninguém iria desconfiar. Por acaso ele não conhece a imprensa? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Então vamos fazer uma linha do tempo OK? No final deste post, certo?

Enquanto isso vamos continuar.

 

“Conrad Murray fez várias aquisições imobiliárias, inclusive de um circo chamado Susan Rush e… surpresa das surpresas – do Neverland Ranch também! (outrora, a casa de Michael Jackson).”

 

Jesus! Como alguém compra algo com identidade falsa? Mas vamos pensar… ele não podia exercer medicina. Certamente estava pobre de marré. A clínica dele tava às moscas (aliás acho que nem moscas iam lá), daí do nada ele sai comprando casa, circo, Neverland… Isso não ta cheirando mal para vocês?

Óh, para mim também.

 

Simples. Michael Jackson e Robert Earl Carter eram grandes amigos. (a conversa a seguir é totalmente fictícia, não aconteceu. Talvez não com essas palavras kk Isso aconteceu em Janeiro-Fevereiro de 2009)

Quando Michael o chamou para ter uma conversa.

Michael: Robert, preciso de um favor seu. E posso pagar por isso. É crucial para mim esse favor.

Murray: Claro Michael, mas do que se trata?

Michael: Preciso que você seja meu médico em This Is It. Preciso que vá comigo para Londres. Estive muito tempo distante dos EUA. Vim para cá porque precisava de um favor seu.

Murray: Mas Michael, eu não posso ser seu médico, eu não posso mais ser médico. Quando for para emigração, eles perguntarão quem sou eu. Terei que dizer que sou seu médico para ganhar o visto. Eles checarão meu nome. Descobrirão que não posso ser médico. Nunca vão me deixar entrar na Inglaterra.

Michael: Mas Robert, você não vai chegar nem perto da Inglaterra. A turnê não vai acontecer.

Murray: Como Michael? Você assinou os papéis. Já ouvi falar, lhe fizeram engolir 50 shows.

Michael: Sim, e é por isso que eu preciso de você. Robert, eu não posso fazer esses shows. Vão me matar. Eu sei disso. Minha vida e meu catálogo estão em perigo.

Murray: Michael, eu não posso fazer isso! Meu nome está “sujo”.

Michael: Não pode? Você se esqueceu de quem eu sou? É tão simples Robert! Trocamos seu nome! Usamos pseudônimo. Você começa a usar desde já. Até eles descobrirem já terei feito o que deve ser feito.

Murray: Mas eu posso ser preso! Isso é falsidade ideológica!

Michael: Existe um risco de você ser preso sim… Mas eu vou lhe dar muito dinheiro Robert! Eu sei que você está precisando, e… A cadeia… Você tem faculdade, vai ficar em uma prisão melhor se for preso. Mas se eles não descobrirem que você foi proibido não vai acontecer nada.

Murray: Mas o que eu tenho que fazer?

Michael: Me matar.

Murray: Michael! Ficou louco!

Michael: Você não vai me matar de verdade, Robert! Nós vamos fingir. Não posso fazer essa turnê com tantos shows. Vamos dizer que eu morri por overdose de remédios. Eu, com o tempo, eu digo à minha família que é para eles falarem ao seu favor, dizerem que você não tem culpa. Fingimos que eu morri. Eu ensaio para a turnê e tudo. Mas antes de começar eu “morro”. Eu lhe pago. Dou-lhe uma parte de Neverland. Pense: Quando você vender essa parte. Tudo será muito mais valorizado. Tudo que for de uma celebridade morta vale mil vezes mais. Foi assim com James Brown. Eu passo tudo para você como se tivesse comprado. Assim ninguém desconfiará.

 

Hm. Isso é fictício hein gente!

Vamos valorizar alguns pontos importantes. Com o dinheiro que Michael teria dado à Murray, Ele comprou vários imóveis, Neverland (que eu acho que Michael “deu” à ele) e o Circo Susan Rush. Que por “acaso” é da irmã dele. ¬¬

 

“Lembre-se que quando MJ morreu a polícia não conseguia encontrar Murray, eles foram para casa de Susan Rush encontrá-lo
ou questioná-la sobre o local onde ele estava.”

 

Será que a maninha, assim como o irmão estava falida? Então Conrad fez um favorzinho e comprou o circo dela.

Lembram-se de que logo depois de 25/06/2009 disseram que Michael tinha vendido partes de Neverland para seus próprios “agentes” talvez ele tenha cedido para pagar alguns favores.

Robert Earl Carter virou Conrad Murray em fevereiro de 2009 quando assinou pela primeira vez um documento com esse nome.

 

“Robert Earl Carter passou a utilizar o nome de Conrad Murray a partir de Fevereiro de 2009, para quem não sabe, este foi o mês em que Jackson regressou aos Estados Unidos da América, para preparar a turnê, e o mês em que o suposto médico passou a acompanhar a saúde do cantor.“

 

Ohoo… Acho que encontramos algo!

Acho que o meu diálogo de novela mexicana tem algumas coisas certas.

Supondo que o diálogo de Michael e Murray ocorreu em Janeiro de 2009. Sabe uma coisinha que nos deixou grilados há algum tempo atrás?

O tablóide que disse que MJ morreria em SEIS MESES.

Cara será que vazou já naquela época? KKKKKKKKKKK

Deveriam tomar mais cuidados com essas coisas u.u

 

Michael não tinha médico pessoal quando morava em Neverland. Não tinha quando morava no Bahrein. Nem quando estava na Irlanda. Daí quando se muda para os EUA fica tão frágil e doente… (óh, são os maus ares americanos  .-.) Michael precisava de um médico maluco, que trocou de nome e comprou seu rancho. Hm.

TENSO.

 

Michael passou a viver com Murray em sua mansão, nas vizinhanças de Holmby Hills. Porque ele morava com o médico contratado para ser o médico de turnê?

No dia 24 de junho Michael chegou a casa, cansado do ensaio e pensando: “Hoje foi o último dia com aquelas câmeras maravilhosas. Amanhã estará tudo acabado.”

No dia seguinte, ele “morreu.” Hmmmm.

Sempre achei isso tão “perfeito.” O contrato de aluguel do Staples Center acabava dia 7 de julho de 2009. Como eu sei disso? SIMPLES! Pensem! No dia do velório ainda havia o palco de TII. Se o contrato tivesse acabado o palco não estaria mais lá. E quem iria se apresentar lá dia 8? O CIRCO DO P.T. BARNUM! Gente, ta mais do que óbvio isso né! Daí toda a enrolação com o corpo… Todas aquelas pessoas sendo pagas pra dizer que era o MJ. O delegado responsável pelo caso sendo demitido… A enfermeira dizendo que ninguém sabia do MJ no UCLA. Enquanto a TMZ já sabia de tudo… O Murray sendo confundido com outro Murray, que também deve ter sido pago. O Murray fugindo. Pagando de bode expiatório. Eles enrolando com a autópsia. As autópsias diferentes… E finalmente o enterro! Nem no Nepal as pessoas demoram tanto tempo para serem enterradas… Peloamor!

 Daí aparece mais um filho pro Mike, e a única coisa que a criança pede encarecidamente, é um exame de DNA. E o espólio diz: NÃO. Também, iriam exumar o corpo… e quem eles iriam encontrar lá? Euhein. E tenho um palpite sobre a Khate e sua roupa azul. Tipo, a primeira vez que ela usou foi naquelas fotos ali onde está o MURRAY. Não seria um sinal de “vejam onde tudo começou” (?).

Não sei. Hm.

Ainda preciso refletir (sim, eu não canso de fazer isso :D)

Deville.

Expresse-se, tire dúvidas, critique e elogie. Esse espaço é seu, mas não é permitido brigas via comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s